logo

Entrar
Actualizado às 11:14 PM, Nov 22, 2017

TODO O DINHEIRO DO MUNDO || declaração oficial

“A Scott Free Productions e a Imperative Entertainment confirmaram a decisão de substituir Kevin Spacey por Christopher Plummer no papel de “J. Paul Getty” em ‘Todo o Dinheiro do Mundo’. A produção irá regravar as cenas com o ator Kevin Spacey durante o mês de Novembro em Roma e Londres. Liderada por Ridley Scott e pelos produtores Dan Friedkin e Bradley Thomas, e com o apoio de toda a equipa de produção, toda a equipa do filme está motivada e determinada em tornar o processo de produção e pós produção o mais eficaz possível para todos os acionistas a nível mundial.A Sony Pictures dá igualmente apoio total à decisão de regravar, sendo que o planeamento de produção está agendado de…

Björk: mais uma canção utópica

Está quase a chegar o álbum Utopia, de Björk. Depois de The Gate, aí está uma nova canção: Blissing Me surge num misto de fluidez e fragmentação, filmada num extraordinário plano-sequência por Tim Walker & Emma Dalzell. all of my mouth was kissing himnow into the air i am missing himis this excess texting a blessingor just two music nerds obsessing he reminds me of the love in mei’m celebrating on a vibrancysending each other mp3sfalling in love to a song this handsommest of wickermenhe asked if i could wait for himnow how many lightyears this interimwhile falling in love with his songs his hands are good in protecting metouching and caressing mebut would it be trespassingwanting him to be…
Tagged em

Aretha Franklin em versão "digest"

Um grande e amargo embaraço... Porquê, e para quê, refazer algumas gravações clássicas de Aretha Franklin, acrescentando-lhe as competências de uma grande orquestra?Escusado será dizer que não são as qualidades da Royal Philarmonic Orchestra que estão em causa, muito menos a perenidade dos registos da Rainha do Soul. Escutando A Brand New Me, resta saber o que é que a intrusão da orquestra traz à singularidade de tais registos... Nada — a não ser a embaraçosa vulgaridade de um conceito "digest" da cultura popular em que, como se prova, a energia dos originais se tornou o mais fraco dos valores.A seguir:— o video promocional deste infeliz projecto;— sons do single que inclui Let it Be e Son of a Preacher…

Charlotte Gainsbourg, opus 5

O apelido pesa na démarche de Charlotte? Claro que sim. Mas não de acordo com a noção, afinal simplista, de que "filho(a) de peixe sabe nadar". A filha de Serge Gainsbourg e Jane Birkin soube construir um edifício musical, por certo não estranho ao misto de versatilidade e auto-ironia da respectiva herança, mas preservando sempre a singularidade de uma voz (no sentido vocal, mas também simbólico) que não abdica da ligeireza contraditória da pop.Já conhecíamos a canção-título de Rest, quinto álbum de Charlotte Gainsbourg. O seu teledisco era, aliás, um sedutor jogo de espelhos, oscilando entre a contemplação e a irrisão que a dimensão humana pode conter. Algo de semelhante se poderá dizer a propósito desta encenação de Ring-a-ring o'…

Malcolm Young (1953 - 2017)

Foi um dos fundadores dos AC/DC: o guitarrista Malcolm Young faleceu no dia 18 de Novembro em Elizabeth Bay, Sydney, Australia — contava 64 anos.Com o seu irmão Angus Young, tal como ele nascido em Glasgow, Escócia, Malcolm criou a banda australiana AC/DC, em 1973, concretizando uma peculiar associação de rock, blues e heavy metal. Desde o primeiro álbum, High Voltage (1975), o seu som, ao mesmo tempo vibrante e ritualizado, conferiu-lhes uma enérgica imagem de marca, em particular nas performances ao vivo. Apesar de diversas alterações na formação do grupo, os dois irmãos mantiveram-se como as suas personalidades emblemáticas, até ao álbum Black Ice (2008). Considerado um dos mais brilhantes músicos de guitarra rítmica da sua geração, Malcolm afastou-se…
Tagged em

Eminem — 3 canções no SNL

Quando chega o novo álbum de Eminem? Ainda não se sabe — mesmo o título já divulgado, Revival, permanece uma hipótese. O certo é que uma canção já é conhecida: Walk on Water, com a colaboração de Beyoncé. O tema reapareceu numa passagem pelo Saturday Night Live (NBC), agora na companhia de Skylar Grey, que também acompanhou Eminem em Stan e Love the Way You Lie (cujos originais contam com Dido e Rihanna, respectivamente) — uma bela trilogia de um homem a reorganizar memórias, reflectindo sobre os caminhos incertos da (sua) própria fama.
Tagged em

Pink — traumas em Technicolor

Beautiful Trauma, tema-título do sétimo álbum de Pink, é uma canção genuinamente pop, combinando a celebração da felicidade conjugal com alusões ao consumo de substâncias não muito recomendáveis: um cocktail de utopia e sarcasmo servido por um teledisco, realizado por Nick Florez e RJ Durell, que funciona como uma perversa celebração dos melodramas musicais dos anos 50 e, muito em particular, do seu exuberante Technicolor — no papel do marido, Channing Tatum relembra-nos os seus dotes de dançarino.
Tagged em

Gulbenkian: O Feiticeiro de Oz com música interpretada ao vivo - 8 e 9 Dez.

No segundo fim-de-semana de dezembro, nos dias 8 e 9, a Orquestra Gulbenkian interpreta música ao vivo durante a projeção deste filme de 1939 e que desde os anos sessenta não mais parou de ser transmitido pela televisão portuguesa. «O Feiticeiro de Oz» tem como protagonista a atriz Judy Garland no papel de Dorothy, uma jovem que é apanhada por um tornado no Kansas e levada para uma terra fantástica, habitada por personagens que fazem hoje parte da cultura popular americana, como o professor Marvel, o Leão Covarde, o Homem de Lata ou a Bruxa Malvada do Oeste. Foi ainda para este filme que foi escrita a música "Somewhere over the Rainbow", que Judy Garland interpretou vezes sem conta ao…
Tagged em
Assinar este feed RSS